segunda-feira, 2 de julho de 2012

Pensamento Alheio : Sobre o insólito

Amores Amigos

Nas nossas vidas caminhamos encontrando e desencontrando pessoas através dos anos. Amigos, de infância ou de última hora, e amores, eternos ou efêmeros. Com quem compartilhamos os bons momentos e os maus, dividimos experiências. Amores amigos, etéreos e incomensuráveis indícios de uma história feliz, independentemente da felicidade idealizada.

Quase não sentimos o ir e vir das pessoas, não notamos elas passarem, somos invisíveis à primeira impressão. Mas são tão importantes. Tentamos entender o que sentimos sem nos preocuparmos em sentir. Amigos são raros nesses tempos remotos, os amores são brandos. Precisamos nos abrigar mais no outro.

Os seres humanos vivem aos pares. Se não, qual o sentido em ser humano? Somos políticos por natureza, já dizia Aristóteles. Necessitamos do outro, pois somos carentes de complemento, imperfeitos congênitos. Nascemos esperando nossa soma. Essa é uma belíssima qualidade nossa! Não nos bastamos.

Amamos sem saber, sabemos sem amar, a felicidade não tem razão de ser. O amor não tem porque.


Twitter: @Sobreoinsolito
Para mais textos,acesse: Um Livro sobre o insólito


P.S: imagem retirada do filmeThelma & Louise
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...